Disfunção erétil tem cura?

A disfunção erétil é um problema relativamente comum entre os homens, que assusta bastante, e causa bastante vergonha, mas possui cura sim.

Mas, para conseguir uma cara definitiva do problema, é preciso fazer uma avaliação médica com um urologista, e descobrir qual é causa do problema e definira o tratamento de acordo com essa informação.

Alguns dos tratamentos mais usados para a disfunção erétil incluem uso de remédios, terapia em casal, injeções, aparelhos de vácuo ou, em último caso, realizar uma cirurgia para colocar uma prótese peniana.

É importante destacar que manter um estilo de vida saudável é de fundamental para evitar a impotência, como se exercitar e evitar sedentarismo, obesidade, estresse, colesterol entre outras doenças, deve-se também, evitar o uso de drogas, como o cigarro e álcool em excesso.

Causa da disfunção erétil

Como você viu acima, a melhor forma de se curar a disfunção erétil é um diagnóstico correto do que esta a causando para assim traçar um plano de tratamento eficaz. Entre as causas da disfunção erétil estão.

Estresse

O estresse pode levar a impotência psicológica, e o tratamento deve ser através de acompanhamento psicológico ou psiquiátrico, e de preferência em casal.

A causa psicológica da disfunção erétil é bastante comum, podendo acontecer em decorrência de excesso de trabalho ou más experiências sexuais ocorridas na infância ou na vida adulta.

Também, muitas vezes, a doença está relacionada a um evento que teve um início repentino, como após uma separação conjugal ou problemas financeiros.

Normalmente nos casos de disfunção erétil psicológica, as ereções matinais e noturnas continuam, sendo necessário o uso de remédios apenas quando a outra causa orgânica envolvida.

Diabetes

A disfunção erétil devido às diabetes também tem cura, sendo necessário controlar todos os outros fatores relacionados à doença, como:

  • Alterações vasculares
  • Complicações neurológicas
  • Fatores psicológicos
  • Alterações hormonais
  • Efeitos colaterais dos medicamentos típicos da diabetes

Todos esses e outros fatores relacionados à doença devem ser devidamente controlados para tratar a disfunção erétil.

O tratamento da tratamento da disfunção erétil devido às diabetes é feito através do controle dos níveis de açúcar e da pressão arterial, manter sempre o peso ideal, prática de exercícios e visitas periódicas ao médico.

Uso de cigarro

O primeiro passo para tratar a disfunção erétil causada pelo cigarro é claro, parar de fumar, uma vez que o cigarro reduz o fluxo sanguíneo nos vasos do órgão sexual masculino, dificultando ainda mais ereção.

Essas alterações causadas pelo cigarro acontecem lentamente, mas tudo dependerá do número de cigarros fumados ao dia, tempo de vicio e associação com outros fatores de risco como a diabetes.

Neste caso, o médico de prescrever algum tipo de medicamento para ajudar a parar de fumar ou remédios que atuam diretamente no problema da disfunção, como sildenafil e cloridrato de apomorfina.

Tratamentos para com o uso de medicamentos

O tratamento para disfunção erétil que envolve o uso de medicamento em geral usa remédios orais chamados de inibidores de fosfodiesterase tipo 5, os mais conhecidos são a:

  • Sildenafila
  • Vardenafila
  • Tadalafila

Todos eles são vaso dilatadores e ajudam o sangue a circular melhor e a chegar ao órgão sexual masculino, mas nunca devem ser usados sem prescrição medica.

Além dos medicamentos mencionados acima, também existem as chamadas pílulas estimulantes, como erectill, xtrazise, power blue, entre outros.

Esses produtos são naturais, não provocam efeitos colaterais e também dispensam a necessidade de prescrição médica no momento da compra, como é possível observar nessa apresentação de erectill extra force.

É importante saber, que independente da causa da disfunção erétil, geralmente há cura, bastando o homem procurar ajuda médica e iniciar o tratamento o mais rápido possível para melhorar a sua vida sexual e consequentemente sua qualidade de vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *